90ª Sessão Ordinária Câmara Municipal de Conceição do Jacuípe.

90ª Sessão Ordinária Câmara Municipal de Conceição do Jacuípe.

mar 18, 2019 0 Por heliodefaria

Dia 13 de março, deu início a mais uma sessão ordinária da Câmara de Conceição do Jacuípe, a sessão foi aberta com a Vereadora Juliene lendo a palavra bíblica da noite, logo após o vereador Pedro Andrade fazendo uso da palavra se disse atônito com o acontecimento daquele dia, onde foram disparados diversos tiros no interior de uma escola no município de Suzano, estado de São Paulo, onde falou que brasileiros estão copiando as coisas ruins que acontecem no exterior, e ele repudiava essas ações.

Em seguida, o vereador Moisés denunciou, e vai continuar investigando, os gastos relacionados com o centro de pesquisa no Parque Ouro verde, inaugurado em 2016, com recursos próprios, o prédio já apresentou problema estruturais. Devido ao tempo de construído, toda construção publica tem garantia de cinco anos, mas mesmo assim, os reparos estão sendo feitos com recursos da população.

O Vereador Moisés levantou suspeitas sobre o secretário de obras, coisa que o Vereador Pedro Andrade acompanhou, chegando a dizer que este secretario seria incompetente, irresponsável e até formador de quadrilha.

A vereadora Juliene recordou, a audiência pública para discutir sobre a inserção dos jovens na sociedade, e os momentos classificados foi a presença da Polícia Militar nas escolas municipais, e a participação dos alunos em pedir acompanhamento do CRAS e de psicólogo, lazer e emprego, depois de franqueado a palavra.

Ao comentar sobre a previdência, a edil reproduz a fala do representante do executivo “A previdência está quebrada, eu digo que a previdência está, porque o município de Conceição do Jacuípe está devendo 29 milhões de reais, porque o Esporte Clube Bahia, o Bradesco, o Itaú, a Vale não paga previdência, não é porque o pobre não paga”, concluiu. A vereadora Monica relatou dois acontecimentos recentes, enfrentado por estudantes universitários da cidade nos primeiros dias de aula, primeiro o ônibus faltou gasolina na BA-324 a caminho de Feira de Santana, logo após, outro transporte universitário deixou pedaços na rodovia.

A parlamentar classifica a situação constrangedora enfrentada por alunos como descaso e reforça que a “melhoria” em relação a vagas no transporte acontece apenas em tempo de eleição.

Como a Câmara tem a intenção de devolver dois carros para à Prefeitura, a vereadora fez uma sugestão de para que sejam aproveitados no Conselho Tutela e o outro para a Ronda Escolar.

O vereador Edinaldo, disse que apoiava integralmente a indicação do vereador Jodilson em relação as reformas de praças, e disse mais, que precisava fazer um mutirão pois todas se encontram abandonadas principalmente a da Ilicuritiba.

Falou ainda que o município teria que ter uma coleta seletiva de lixo em escolas da rede municipal, e precisavam rever a situação de alunos na 8ª. e 9ª. serie em período diurno no Colégio Sergio Cardoso, e sobre a reunião que tiveram com um empresário que apresentou um projeto audacioso em relação a coleta seletiva de lixo, através de cooperativa, e, finalmente sobre a situação do menor aprendiz, pois não era necessariamente cumprir a lei para que os empresários contratassem pequeno aprendiz, a iniciativa poderia vir deles próprios, pois acredita que um empresário, por menor que ele seja tem condições de contratar pelo menos 1 menor.