97ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Conceição do Jacuípe

97ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Conceição do Jacuípe

maio 9, 2019 0 Por heliodefaria

A sessão da Câmara Municipal de Conceição realizada dia 8 de maio de 2019, foram feitas pelos vereadores diversas denúncias desde anormalidade nas entregas de água para a zona rural, cortes em emendas parlamentares, falta de pagamento de 13º salário, benefícios para alguns funcionários de pagamentos indevidos até para quem não comparece nos seus setores.

O Vereador Moisés solicitou do executivo que adquirisse algumas maquinas que seriam de grande utilidade para a cidade, como uma vassoura/fresadora/pá carregadeira, e também de uma roçadeira hidráulica articulada, falou sobre maquinários para o campo que foram totalmente restaurados há pouco tempo mais que estão quebrados, sendo que os equipamentos solicitados não iriam interferir no orçamento do município que é de aproximadamente 75 milhões anuais, e sobre o Projeto de Saneamento Básico que se encontra na Câmara para discussão, onde os vereadores estão prejudicando o município com a demora da aprovação desse projeto, e finalizando com os excessos de vantagens que a prefeitura dá para alguns funcionários escolhidos a dedo.

Vereador Moisés

O Vereador Carlos Augusto (Burrego), rebateu algumas afirmações do Secretário de Agricultura  que tinha sido convidado para ir a sessão dar algumas explicações sobre a falta de abastecimento de água que a prefeitura faz na zona rural, sobre alguns arrombamentos em escolas, onde estão sendo surrupiado mantimentos para a alimentação escolar, falou sobre as praças abandonadas onde semana passada ocorreu um acidente com uma criança que se encontra internada no hospital devido ao corte no pé ocasionado por uma grade de proteção que se encontrava enferrujada com pontas de ferro exposta.

Vereador Carlos Augusto (Burrego)

A Vereadora Juliene basicamente, fez denúncias dos desmandos da Secretária de Saúde, porque a cidade não está merecendo o que essa secretária está fazendo, trazendo pessoas de outros municípios para trabalharem na saúde com carga horaria acima do permitido por lei, dando como exemplo uma Tec. em Enfermagem trabalhar 80 horas por semana, e o abandono do Hospital Municipal, onde há falta até de insumos.

Vereadora Juliene