“Operação Cidade Limpa” segue em ritmo acelerado em Conceição do Jacuípe

Prossegue, em ritmo acelerado, os trabalhos de varrição, capinagem e recolhimento do lixo no município, que fazem parte da ”Operação Cidade Limpa”, iniciada na última sexta-feira (dia 22), pela Prefeitura de Conceição do Jacuípe. A idéia, segundo a prefeita Tânia Yoshida (PSD) é chegar ao fim do mês com 100% do serviço emergencial concluído, e a partir daí estabelecer a normalidade do trabalho.

As 95 pessoas envolvidas diretamente com o serviço trabalham de segunda a sábado, das 8h às 17h, nos bairros da cidade e na zona rural. O serviço de limpeza urbana no município conta ainda com a utilização de 10 caçambas, três retro e pá carregadeiras, um trator roçadeiro e quatro compactadores. De acordo com o proprietário da empresa contratada, o número de equipamento e a quantidade de trabalhadores deverão ser ampliados à medida em que os serviços aumentem.

Realizando serviço de capinagem na Ilicuritiba com mais seis garis, a soteropolitana Jaci Cardoso Santos, casada com um morador do município e vivendo há 8 meses em Conceição do Jacuípe, se disse extremamente satisfeita com o trabalho que vem realizando. “O pessoal está muito envolvido com o trabalho, as condições são excelentes e só temos palavras de agradecimento pela oportunidade que nos foi dada”, disse. Sua opinião é compartilhada pelo seu colega de trabalho Joildo Marcelo, natural do município.

Na rótula de entrada do município via BR-101 uma equipe de sete pessoas fazia nessa manhã a capinagem e limpeza do local. Leandro Araújo e Leonardo Neves disseram que desde a sexta-feira estão trabalhando no local e esperam concluir até o final do mês. “O trabalho está fluindo bem, com todos dando o máximo de si”, disseram. 

Na Urbis I mais oito trabalhadores dividiam a capinagem e limpeza das ruas. Elenice Ferreira dos Santos e Pedro Aguisson Teles da Conceição relataram estar fazendo o melhor possível para concluir o trabalho no menor espaço de tempo cabível. E testemunharam a boa aceitação por parte da população local. “Os moradores estão elogiando bastante essa iniciativa”, disseram. “Alguns até chegaram a aplaudir”.

Morador da Ilocuritiba, o aposentado e ex-vereador por três legislaturas Antônio Mute Pimentel, 82 anos, disse ter destinado verba de uma emenda para construção da praça e colocação de energia elétrica no local, mas que a administração anterior permitiu que a área se degradasse. “Essa praça estava um nojo, uma vergonha”, desabafou, lembrando não ter nada contra a prefeita anterior e que inclusive o seu pai havia sido compadre do avô dela, Marcondes. “Mas temos que reconhecer que todo o progresso vivenciado por Conceição do Jacuípe partiu de Tânia Yohida”, pontuou.

A mesma opinião tem o aposentado Antonio Astrogildo Pereira dos Santos, 66 anos, nascido em Conceição do Jacuípe, mas que viveu por um longo tempo em Salvador. “Retornei há oito anos, e reconheço que a cidade só evoluiu com o trabalho de Tânia Yoshida”, disse.

COLETAS

As coletas de lixo em Conceição do Jacuípe estão obedecendo ao seguinte cronograma: às segundas, quartas e sextas-feiras serão contempladas as ruas do centro da cidade, às terças e quintas as áreas rurais e aos sábados e terças o centro de abastecimento.

A empresa responsável pelo serviço recomenda que o lixo só seja colocado nos dias de coletas e caso haja entulho, ela deve ser avisada antecipadamente para poder efetuar o recolhimento. Com relação à varrição, as praças e ruas do centro serão varridas de segunda a sábado, enquanto que os distritos de Bessa, Picado e Vila Esperança serão atendidos de segunda a sexta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *