Real é moeda mais forte dos Brics frente ao dólar

Nem mesmo a reunião dos países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), na última quarta-feira (8), foi capaz de inspirar o noticiário econômico a fazer justiça à moeda brasileira. O real se consolida como a mais forte moeda dos países do Brics, valendo mais que o rublo russo, a rúpia indiana, o yuan chinês e o rand sul-africano. O problema são as indexações na economia brasileira ao dólar, vinculando produtos 100% nacionais à cotação internacional, como nos preços da Petrobras.

A Petrobras é dona de monopólio, paga funcionários e impostos em reais, mas mantém há anos vincula sua política de preços ao dólar.

O dólar está cotado em 5,27 reais, mas vale 6,44 yuan (China), 14,21 rand (África do Sul), 73,20 rublos (Rússia) e 73,53 rúpias (Índia).

A luta contra o dólar não pode ser vencida e países tipo Suécia e Japão já deram de ombros. Um dólar vale 8,62 coroas suecas e 110,20 ienes.

Apesar da covid, brasileiros gastaram quase US$2 bilhões no exterior, segundo o Banco Central. A previsão é de disparada no valor com a maioria dos países aceitando brasileiros vacinados e pesquisa Booking mostra que 75% dos brasileiros estão ansiosos pela próxima viagem.

Pensando bem…

…políticos agem como usuários das redes sociais: falam o que querem e ignoram o que não querem ouvir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *