Corona Vírus, divergências entre gestores.

A pandemia que esta assolando o Brasil, está deixando os credos e os incrédulos a baterem cabeça, as opiniões dos gestores municipais divergem as vezes em 100% nas atitudes tomadas em suas cidades.

Uns querem o fechamento total, outros parciais e também tem aqueles que querem a abertura ampla geral e irrestrita nos comércios de suas respectivas cidades.

Vamos a exemplos: começando pelo Rio de Janeiro na Baixada Fluminense composta por 8 cidades Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Nilópolis, Japeri, Magé, Paracambi e Mesquita. As prefeituras através dos seus gestores determinaram o fechamento do comércio antes mesmo de haver registro oficial de infectados pelo novo corona vírus, mas a cidade de Duque de Caxias, mesmo tendo na região 5 casos confirmados de acordo com dados do Ministério da Saúde, o Prefeito Washington Reis (MDB), não determinou o fechamento do comércio, e olha que estou me referindo a cidades com milhões de habitantes.

O Prefeito tomou uma série de medidas que visam  enfrentamento da pandemia, como a criação do portal de boletins diário sobre a doença, vacinação no sistema de drive-thru e a criação de vários leitos para receber infectados pelo vírus.

Em 15 dias de procedimentos os resultados fornecidos pelo Ministério da Saúde, nas cidades que determinaram fechamento total, neste período houve maior numero de infectados do que a cidade de Duque de Caxias onde não foi seguido o fechamento, população da Baixasa Fluminense 4 milhões de habitantes.

Ontem dia 20 de abril de 2020 foram publicados pela Prefeitura de Conceição de Jacuipe, dois decretos, o primeiro que prorrogava para o dia 27 de abril, o fechamento do comercio, daqueles que não fossem considerados essenciais para a população, e na contra partida o Prefeito de Feira de Santana, decidiu abrir o comércio da cidade, desde que o tamanho de suas lojas não ultrapasse 200 metros quadrados.

Conceição do Jacuípe, aproximadamente 37 mil habitantes, com 1 caso confirmado do corona vírus, clinicamente curado e apto para reintegrar a sociedade, e, mais de 30 dias sem existir confirmação de outro caso suspeito.

Feira de Santana, aproximadamente 600 mil habitantes, 64 casos confirmados e 46 curados.

O outro decreto da Prefeitura de Conceição do Jacuípe foi o de conceder férias coletivas a todos os funcionários públicos, acreditamos que a Secretaria de Saúde não faça parte deste bolo, o momento exige dedicação total desta secretaría para o atendimento de urgência.

Quais foram os motivos que levaram a Prefeita Normélia Correia (PR) a tomar essa atitude? Preocupação com os funcionários e a população? Porque essa atitude se a Prefeitura já não vinha atendendo (fechada) ha quase trinta dias? Ela está liberando aproximadamente 1.000 pessoas que estarão andando pela cidade em vez de estar ocupado em suas funções, pois o nosso isolamento e uma balela.

Mas por outro lado, ela fará uma economia de aproximadamente 3 milhões mês porque a maquina parada, não existi despesas correntes, possibilitando a ela investir mais verba no combate ao corona vírus (se é o que irá acontecer).

Na cidade de Conceição do Jacuípe, existem 3 emissoras de radio, diversos sites com grande audiência e alem disso existe assessoria de comunicação da Prefeitura, seria esclarecedor se a Prefeita Normélia Correia fizesse uma declaração a população, como fazem a maioria dos gestores.

Quem viver verá !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.