Prefeita pede colaboração da população no cumprimento do decreto do governo do Estado

Ao justificar para a população de Conceição do Jacuípe a necessidade de cumprir o decreto do governo do Estado, que impôs a prorrogação das medidas restritivas até a próxima quarta-feira (dia 3), a prefeita Tânia Yoshida (PSD) revelou também o aumento de 70% dos casos ativos de Covid-19 no município, que passaram de 10 para 17 nas últimas 24 horas, e a ampliação de 163 para 170 no número de casos suspeitos. O anúncio foi feito em uma live realizada na noite dessa segunda-feira (dia 1º).

“Sei que o município tem sua autonomia, mas o decreto governamental está acima do município, precisa ser cumprido. Não podemos deixar de tomar as medidas que precisam ser tomadas”, ressaltou, lembrando que saída para minimizar a crise causada pela pandemia seria a aquisição de mais vacinas.

PrefeitaTanoa Yoshida

Ela disse ter falado hoje de manhã durante videoconferência com o governador Rui Costa que a vacina é uma extrema necessidade e que aqui no município faltam doses para imunizar os idosos e uma parte dos profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate à doença. “Se pudesse eu compraria a vacina para o município, abriria mão de qualquer coisa, mas a burocracia é muito grande, pois depende de uma série de processos, inclusive os que passam pela liberação da Anvisa”, completou.

Diante da situação de crescimento do número de casos da doença, Tânia informou estar arcando com todas as despesas e tomando várias providências relativas ao combate ao Covid, como aquisição de antibióticos e de oxigênio, além de promover o abastecimento regular do hospital ACM.

Tânia aproveitou a live para pedir à população que faça a sua parte, evitando freqüentar bares ou locais com muita aglomeração, usando máscara e álcool em gel, porque a situação é complicada. “Tenham a certeza que o coronavirus é coisa séria, não temos ainda um tipo de medicamento que o combata e ainda por cima têm surgido novas variantes a cada dia, o que dificulta o combate”, destacou, lembrando ser ela própria pertencente ao grupo de risco e que sofre com problemas respiratórios, e por isso mesmo tem procurado se cuidar melhor, evitando formas de contágio.

A prefeita disse que no âmbito da administração municipal tomou medidas de precaução como a Suspensão do acesso de pessoas no atendimento na prefeitura e em outros setores públicos para que não haja aglomeração. E pede a colaboração dos bancos e mercados para que tomem as providências necessárias e mantenham o distanciamento, afiram a temperatura das pessoas e usem o álcool em gel. Pediu sobretudo a colaboração dos comerciantes no cumprimento das medidas, para que suas lojas não precisem ser interditadas e reconheceu o esforço da Polícia Militar e da Guarda Municipal no tocante à fiscalização e garantia da ordem. Emocionada, Tânia confessou nunca ter imaginado passar por uma situação como essa. “Muita gente tendo dificuldade, muitos passando até fome”, lamentou. Mesmo assim, demonstrou otimismo. “Sei que estamos no fundo do poço, mas com tudo isso, tenho certeza que no final tudo vai dar certo. Depois dessa pandemia devemos guardar uma lição. Isso tudo serve para que as pessoas possam fazer uma reflexão profunda da vida. Continuem acreditando e confiando”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.