Em Maricá, cidade do Rio de Janeiro, associação baiana usa documento falso e ganha contrato de R$ 370 milhões (veja o vídeo)

Para administrar um hospital na localidade de Maricá (RJ), uma Organização Social com sede em Salvador (BA), utilizou um documento com informações mentirosas em uma fraude.

Em jogo a gestão de um contrato no valor de 370 milhões.

Maricá, e administrada pelo Prefeito Fabiano Horta (PT)

A tal organização social denominada Associação Saúde em Movimento, forjou o documento com o objetivo de demonstrar uma suposta “experiência técnica” no desempenho de atividade de gestão hospitalar.

O documento foi assinado por um médico, identificado como diretor do Hospital Salvador. Este médico no entanto nunca dirigiu este hospital. E, curiosamente, é o responsável técnico da Associação Saúde em Movimento.

O mais importante que a Prefeitura foi alertada da tramóia por entidades participantes do certame licitatório, mas parece ter ignorado o fato.

Veja o vídeo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.