No Brasil, a situação se inverteu e o que é bom passou a ser escondido

Pela primeira vez, desde 2007, o Brasil terá superávit no balanço de pagamentos, mas a mídia ignorou a boa notícia

Na contramão do embaixador Rubens Ricúpero, ex-ministro da Fazenda de Itamar Franco, no Brasil vigora atualmente uma nova lógica: o que é bom a gente esconde.

Pela primeira vez desde 2007, de acordo com o Banco Central, em 2021 o Brasil deve registrar superávit no balanço de pagamentos, fechando o ano em cerca de US$70 bilhões, bem acima dos US$53 bilhões inicialmente previstos.

Mas o fato foi sonegado pelos principais meios de comunicação. É bom demais para ser divulgado.

One Reply to “No Brasil, a situação se inverteu e o que é bom passou a ser escondido”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.