Em meio à pandemia, médicos do Hospital de Campanha ameaçam se demitir por atraso do salário

Em plena pandemia do novo coronavírus, médicos do Hospital de Campanha de Feira de Santana  denunciam que estão com o salário atrasado. Profissionais da unidade relatam que o pagamento de março deveria ter caído na conta no dia 20 de abril, mas que até esta quinta-feira (06) não havia sinal do dinheiro.

Um médico revelou ao Blog do Velame que os colegas estão cogitando pedir demissão, em protesto contra atrasos.  Caso isso aconteça, o hospital pode ficar sem profissionais, mesmo com ocupação de quase 100% dos leitos.  O corpo clínico do hospital já comunicou a decisão oficialmente a direção da S3 Saúde, empresa administradora da unidade. Foi dado um prazo até esta sexta-feira, 7 de maio, para que todos os pagamentos fossem realizados. Os profissionais ameaçaram também denunciar a empresa ao Cremeb e Sindimed.

Segundo uma funcionária relatou ao blog, a empresa S3 Saúde alega que está sem receber há 4 meses o repasse integral da prefeitura, e por isso não há como honrar com os salários. “Tenho filhos para alimentar, e contas para pagar , estou me expondo todos os dias , colocando minha vida, e da minha família em risco para chegar no final do mês, e não ter salário ? Isso não é justo”, reclamou.

O contrato atual da prefeitura com a S3 Saúde vence no dia 15 de maio e todos os funcionários estão de aviso prévio. Um processo licitatório para escolher uma nova gestão para Hospital de Campanha está em andamento. A Prefeitura de Feira foi procurada, mas até o momento não enviou posicionamento sobre a suposta falta de pagamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.