Prefeito veta integralmente o próprio projeto e joga a culpa no poder legislativo

Em Madre de Deus tem precedência. O Prefeito Dailton Filho (PSB) criou um Projeto de Lei visando reorganizar os cargos comissionados, a tal reforma administrativa prometido em campanha. 

O projeto foi enviado à Casa Legislativa, aprovado pelos seis vereadores da base. Os vereadores de oposição tentaram obstruir não concordando com o texto na sua totalidade que exclui 116 cargos assalariados para criar 4 secretarias e 8 cargos de assessoria especial. 

Nesta quinta-feira (13), o Prefeito vetou o projeto de lei de sua própria autoria, após indignação da população que foi excluída. E, conforme consta no diário oficial, o gestor jogou a culpa no poder legislativo. Confira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.